Você já parou para pensar em como a tecnologia impactou a Odontologia nos últimos 50 anos?

Antes da internet, para conseguir acesso a um artigo científico, era necessário ir até a uma biblioteca especializada, consultar um catálogo, fazer a solicitação a bibliotecária, esperar a disponibilização do texto e só então, consumir uma informação que na maioria das vezes já estava desatualizada. Desde que o primeiro “www” foi digitado nos anos 90, a troca de informação passou a acontecer em tempo quase que real. Bastam poucos cliques para você estar diante das melhores (no plural!) referencias disponíveis sobre qualquer assunto.

Isso fez com que os profissionais pudessem evoluir coletivamente, e com eles os procedimentos, os produtos e as tecnologias disponíveis. Até a descoberta da osseointegração, quem poderia imaginar que um parafuso de titânio instalado no osso seria o tratamento mais previsível para reabilitar pacientes edêntulos?

A união entre a ciência da osseointegração e as inovações tecnológicas, trouxeram a odontologia para dentro da era digital fazendo com que os dentistas pudessem oferecer aos pacientes tratamentos seguros, previsíveis, realizados em um menor espaço de tempo, com maior conforto e menor morbidade.  

A odontologia digital agrega o que há de mais sofisticado em termos de método diagnóstico, software e equipamentos.

Através de um scanner intraoral, um primo caçula desses escâneres que a gente tem para papel em casa, adquirimos um arquivo que contém a cópia tridimensional de toda a cavidade oral do paciente. Adicione a esse arquivo, a uma tomografia computadorizada e insira-os em um software de planejamento e pronto. A partir daqui você pode observar em detalhes as estruturas anatômicas do seu paciente, planejar a posição ideal dos seus implantes e próteses além de poder coletar todas essas informações e transformá-las em guias cirúrgicas, próteses provisórias e definitivas.

Ser digital, é usufruir das inovações tecnológicas disponíveis para oferecer aos nossos pacientes tratamentos seguros, previsíveis, realizados em um menor espaço de tempo, com maior conforto e menor morbidade.